• RMCOM

Inverno também requer prevenção aos carrapatos

A maior incidência de carrapatos é no verão, mas não significa que não exista no inverno e, por isso, é importante que os cuidados se

jam tomados durante todo o ano. Quando as temperaturas caem, as chuvas diminuem e os gramados e pastagens ficam mais secas, as populações de carrapatos aumentam consideravelmente e o risco de viver uma infestação torna-se maior. Além do incômodo e da coceira, os carrapatos trazem algumas doenças que podem ser letais para o animal de estimação e mesmo para o homem. Erlichiose, Babesiose e Doença de Lyme são as mais comuns entre os cães. Já entre o homem temos a Febre Maculosa. “Que podem chegar até a sua casa com os carrapatos trazidos pelo seu cão depois de um passeio no campo, parque ou mesmo na pracinha mais perto de sua casa”, explica João Gustavo de Souza, veterinário da clínica Lovely Dog, de Florianópolis, pioneira na Grande Florianópolis e uma das mais tradicionais do Brasil. Segundo o veterinário, a prevenção atualmente é simples. "Os comprimidos orais hoje em dia, estão entre os meios mais eficazes", finaliza.